28 de novembro de 2017

Direito do Trabalho, na prática, ao alcance de todos!

Vocês sabiam que o Direito do Trabalho, juntamente com Empresarial, são as áreas mais difíceis para conseguir aprovação no Exame da Ordem? 

Pois é, apesar de ser verdade, o Direito do Trabalho segue sendo uma área de grande sucesso na Advocacia. Mesmo àqueles que escolheram passar pela segunda fase sem enfrentá-lo, no início da carreira, "aventuram" no atendimento da clientela que vier bater na porta do escritório.  

Alguns fazem isso porque não podem se dar ao luxo de dizer não. No entanto, acabam metendo "os pés pelas mãos" porque a área não é fácil, tem suas técnicas e particularidades que só quem estudou bastante pode resolver. 

O estudante que escolheu uma área distinta de Trabalho para se dedicar, até conseguir êxito no Exame da Ordem, e mesmo assim "apanhou", imagine se se aventurar nessa área?  É quase certo que colocará em risco o Direito do Trabalhador ou da Empresa que o procurou.

Antes de começar, seria interessante que profissional se dedicasse um pouco no estudo de casos práticos.  Não há forma melhor de aprender a trabalhar que exercitando, mesmo que seja de forma experimental - não real!  

O que não entendemos no estudante é a gana que ficam por especializações Mestrados e Doutorados, sem antes aprender a trabalhar!

Alguns, mesmo antes de terminar a Faculdade, já se matriculam em uma especialização - por que não o fazem em um curso de prática? 

Seria por causa dos concursos, para sair na frente com títulos?

Só pode ser, não há outra explicação!  Por isso, conheço tanta gente que não sabe nada na prática e está no serviço público (só com o tempo aprendem).....; mas, fiquem atentos, infelizmente essa lógica não funciona para todos!  Quando há duas ou três vagas e os títulos contam pouco, acontecerá o que aconteceu com uma pessoa próxima a mim!  

Essa pessoa não tem nenhum título, MAS SABE UM "MONTÃO" NA PRÁTICA e na teoria, e sobre tudo um pouco pois estudou muito a vida toda; não da forma como é feita nos cursos de Mestrado ou Doutorado que é direcionado a uma única área, e a maioria das vezes, "en passant"

Apesar de ser uma única vaga para o Brasil (na área de Geologia), ele, sem nenhum curso além do Bacharelado, ficou em primeiro lugar - o segundo colocado era Doutora em uma área da Geologia, mas sua nota estava muito aquém da dele; sendo assim, não teve a menor chance de ultrapassá-lo!

Por isso, o conselho que sempre damos aos leitores é: 

* Estudem para o mercado de trabalho;

* Façam cursos práticos na área que desejam atuar ou que tenham afinidade;

* Quando arrecadarem recursos suficientes escolham uma boa especialização (Mestrado e Doutorado deve ser feito em Universidade conceituadas - se você é um recém saído da Faculdade não terá grandes chances de entrar em uma de renome por causa do seu Curriculum); pensem nisso!

Aproveitamos para indicar um excelente curso de prática trabalhista - seguramente o melhor do mercado porque foi desenvolvido por quem realmente entende do assunto:

Direito do Trabalho na prática



*Mais 3 bônus exclusivos, gratuitos: 
2-Curso de Prática de Contestação; 
3- Tabela Prática de análise de ônus probatório. 

Por Elane F. de souza (Advogada, Articulista e autora deste e de outros Blogs de mesmo assunto - além da página Diário de Conteúdo jurídico no facebook).